Protagonismo: API lança comitê e promove debate contínuo sobre desenvolvimento do Centro Histórico

0
185

A Associação Paraibana de Imprensa (API) realizou solenidade, nesta quarta-feira (01), para instalação do Comitê de Fomento e Desenvolvimento do Centro Histórico e seu entorno. A iniciativa tem como objetivo apresentar propostas que tragam melhorias para um dos pontos turísticos mais importantes de João Pessoa.

O presidente da API Marcos Wéric explicou como funcionará o comitê e a importância da união entre os atores que estão envolvidos no projeto.

“Seremos uma instância colaborativa, com tantos outros atores envolvidos. Cada um com sua parte e suas responsabilidades sobre o Centro Histórico, que até então, ao nosso entender, agia cada um separadamente. Então, pensei em um evento e uma pessoa falou: juntos conseguiremos mais. Faltava essa sinergia de juntar todo mundo que é apaixonado pelo Centro Histórico”, disse o presidente da API.

Representando a Prefeitura de João Pessoa, o diretor executivo da Fundação Cultural de João Pessoa (Funjope), Marcus Alves, garantiu que a gestão municipal unirá forças com a API para “trazer vida ao Centro Histórico”.

“Teremos um compromisso, enquanto Prefeitura de João Pessoa, no sentido de garantir que o Centro Histórico não passe invisível”, afirmou.

O deputado estadual Eduardo Carneiro esteve na solenidade representando a Assembleia Legislativa da Paraíba (ALPB), elogiou o protagonismo da API através da iniciativa de criar um comitê, para tratar de assuntos relacionados à melhorias do Centro Histórico.

“A API assume esse papel e já começa, na realidade, um resgate do nosso Centro Histórico, a partir de ações como essa, de debates, discussões, planejamentos, ações integradas, de buscar trazer para perto os atores que têm como contribuir com João Pessoa, como um todo”, elogiou.

A diretora de arquitetura do Iphaep, Gabriela Oliveira, ressaltou a importância do comitê na articulação entre os setores, inclusive para fazer ver que o órgão não se restringe a fiscalizar e punir, mas tem por princípio ser consultivo e conselheiro para evitar ruídos na tramitação dos processos.

O comitê será comandado pelo presidente da API, e será composto ainda por representantes do Governo do Estado; Ministério Público Federal; da Prefeitura Municipal de João Pessoa; Universidade Federal da Paraíba; da Câmara Municipal de João Pessoa; da Assembleia Legislativa da Paraíba.

O evento foi prestigiado por autores importantes, que vão colaborar com o projeto.

A solenidade contou com a presença de: Jean Patrício, representando o IHGP; dos vereadores Bruno Farias e Bosquinho representando a CMJP; Berla Moreira Morais, pró-reitora de Extensão da UFPB; Marcos Nóbrega, diretor de planejamento Urbano da Seplan-JP; Gabriella Oliveira, diretora de arquitetura do IPHAEP; Nivaldo Lins, representando a CDL; Tatiana Amaral, da Associação Comercial; Ruy Dantas, presidente da Abap-PB; Gilson Frade, representante da Sinduscon; Adriana Cavalcanti, representante da Secretaria de Segurança; Daniel Braga, representando a OAB; Pablo Fernandes, representando o Sebrae-PB; Diola Meira, da Fiep; Elionai Gomes, artista e representante dos moradores da região e o procurador Federal Omar Bradley.

Confira a composição do Comitê:

I. Marcos Wéric – Associação Paraibana de Imprensa – API

II. Afra Soares – Jornalista – API

III. Omar Bradley – Procurador Federal

IV. Francisco Pereira da Silva Júnior – Professor e

V- Juca Pontes – Escritor e jornalista – API

IV. Karla Alencar – Jornalista e Vice-Presidente  – API

VII. Marcus Alves – Fundação Cultural de João Pessoa – FUNJOPE

VIII. Suelma de Souza Moraes – Universidade Federal Paraibana – UFPB

IX. Jean Patrício da Silva – Instituto Histórico e Geográfico Paraibano – IHGP

X.  Eduardo Carneiro – Assembleia Legislativa da Paraíba

XI. João Bosco dos Santos Filho – Câmara de João Pessoa

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here